24 de jul de 2010

Cratera Kamil, sul do Egito

Cientistas trabalham no interior da Cratera Kamil, no sul do Egito. Divulgação






Uma cratera de impacto com 45 metros de diâmetro e ainda apresentando características que a atmosfera da Terra costuma apagar ao longo do tempo foi encontrada no sul do Egito, com a ajuda do Google Earth. A descoberta está descrita na edição desta semana da revista Science, e sugere que objetos relativamente pequenos podem chegar à superfície terrestre com mais energia - e causar maior destruição - do que se imaginava.



Chamada Cratera Kamil, a depressão foi causada pelo impacto de um meteorito metálico, provavelmente ocorrido há poucos milhares de anos. De acordo com os autores do estudo, crateras de impacto tão bem preservadas quanto esta só haviam sido observadas anteriormente em astros desprovidos de atmosfera.



O artigo na Science, que tem como principal autor Luigi Folco, da Universidade de Siena, Itália, estima que o objeto causador do impacto tinha uma massa de 20 a 40 toneladas antes de entrar na atmosfera da Terra, e que o fragmento que atingiu o solo no Egito pesava de 5 a 10 toneladas.



Essas estimativas, destacam os autores, contradizem modelos teóricos que preveem que asteroides com massa inicial inferior a alguns milhares de toneladas deveriam se fragmentar de modo significativo ao entrar na atmosfera, reduzindo a energia liberada no impacto.



Se os cálculos apresentados na Science estiverem corretos, objetos com massa de poucas dezenas de toneladas podem não se fragmentar tanto quanto o esperado, o que os tornaria mais perigosos do que se imaginava.



Os cientistas estiveram no local da cratera no início deste ano, e determinaram que a depressão tem uma borda elevada de cerca de 3 metros de altura, e profundidade total de 16 metros.



Buscas realizadas na cratera e arredores revelaram 5.178 fragmentos de meteorito de ferro, numa massa total aproximada de 1,7 tonelada. O maior fragmento pesa 83 kg.

O QUE FAZ UM BOM CIENTISTA ? Herton Escobar


Hoje vou fugir um pouco do formato básico deste blog para fazer uma reflexão editorial sobre um tema que foi levantado esta semana em meio às chamas que destruíram a coleção de cobras e aranhas do Instituto Butantan (IB).Em entrevistas à imprensa, o ex-diretor da Fundação Butantan (braço privado do IB, que faz a gestão financeira do instituto) , Isaias Raw, defendeu a priorização da produção de vacinas no Instituto e menosprezou as pesquisas feitas com a coleção. Disse que a função do IB era salvar vidas e não “ficar brincando com cobra” e que a ciência feita pelos pesquisadores da coleção era de “quinta categoria”.
Logo, vieram me perguntar: “Mas e aí, os caras lá são bons mesmo?”
Essa pergunta é extremamente difícil de ser respondida. Em geral, quem tem um bom conhecimento de ciência olha para um cientista e sabe se ele é bom ou não é. Mas como é que você “prova” isso estatisticamente? Sem conhecer nenhum dos pesquisadores do Butantan pessoalmente, como é que você definiria se eles são cientistas de primeira, segunda ou terceira categoria? Ironicamente, definir um bom cientista cientificamente não é nada fácil. Seja qual for o parâmetro escolhido, alguém sempre acaba injustiçado. Tanto que a definição de mérito para distribuição de bolsas e seleção de projetos é um dos temas mais polêmicos da política científica – não só no Brasil, mas no mundo todo. Por exemplo: Quem é o melhor cientista, aquele que publica mais, aquele que ensina mais, aquele que patenteia mais, aquele que faz pouca pesquisa mas atrai muitos recursos (financeiros e humanos) para sua instituição….?E se considerarmos apenas as publicações, quem é o melhor: aquele que publicou 10 trabalhos medianos em 1 ano, ou aquele que publicou 1 trabalho revolucionário em 10 anos? Aquele que só publicou trabalhos medianos certamente não vai ganhar o Prêmio Nobel, mas talvez ele tenha orientado e formado muito mais alunos do que aquele que fez uma descoberta bombástica no mesmo período. E aí? Quem é o melhor cientista? Quem merece ganhar mais dinheiro e ter ar-condicionado na sala? A resposta “correta”, claro, é que precisamos de todos os tipos de cientistas. Precisamos de pesquisadores audaciosos, empreendedores, do tipo Craig Venter, que buscam descobertas revolucionárias e não perdem tempo com “picuinhas”. Precisamos de pesquisadores- professores inteligentes, que se dediquem a formar jovens cientistas competentes e fazer boas pesquisas, sem se preocupar necessariamente em ganhar um Prêmio Nobel. Precisamos também de bons cientistas curadores, educadores, expositores, oradores, escritores, divulgadores, que talvez nunca publicaram um trabalho de impacto, mas que sabem transmitir o conhecimento da ciência para o grande público de maneira inteligente, seja na forma de um livro ou de uma exposição, fazendo com que as pessoas entendam, apoiem e se entusiasmem pela ciência. Etc. Aos olhos de alguém como o Dr. Isaias, que dedicou sua vida ao estudo e à produção de vacinas, o trabalho de alguém que dedica a vida a descrever espécies de cobra guardadas em vidros com álcool pode parecer totalmente
irrelevante. Mas obviamente que não é. Claro que a importância da produção de vacinas é inegável, inquestionável, mas as milhares de pessoas que visitam o Instituto Butantan todos os meses não vão lá para olhar as fábricas de vacinas. Vão lá para ver as cobras e aprender sobre elas! Ou alguém aí já viu uma criança com a cara grudada no vidro e a boca aberta de espanto olhando pela janela de uma fábrica? “Mamãe, olha só aquela linha de produção, que incrível!!! Tira uma foto?”…. acho que não. Pois então: é só graças a essas coleções biológicas e graças ao trabalho desses cientistas “de quinta categoria” que conhecemos os nomes, os hábitats e o comportamento de todas essas cobras e aranhas fascinantes. Que graça teria viver cheio de saúde num mundo sobre o qual não conhecemos nada? Ciência não precisa salvar vidas nem ganhar Prêmio Nobel para ser boa. Só precisa ser boa.

Para uma vida mais saudável e mais longa, coma menos

Matéria publicada em 27/04/2010
 
Como viver mais e melhor

Uma equipe de pesquisadores do Reino Unido e dos Estados Unidos comprovou que restringir a ingestão de calorias pode prolongar e melhorar a vida e ainda garantir uma velhice mais feliz.
Os resultados do estudo, publicado na revista Science, mostram que comer menos calorias pode levar não só a uma vida mais longa, mas também a uma vida muito mais saudável, evitando muitas das doenças que as pessoas frequentemente experimentam nos últimos anos da vida.

Restrição calórica

Os experimentos de restrição calórica, feitos em roedores, mostraram que a ingestão de uma quantidade menor de alimentos tem um efeito significativo sobre as vias moleculares relacionadas com o processo de envelhecimento, sobretudo aquelas relativas à glicose e ao fator de crescimento IGF-1.
Os resultados também mostraram que, em organismos menos complexos, a limitação do teor calórico pode dobrar ou mesmo triplicar o tempo de vida.

Tempo de vida e vida saudável

Mas o primeiro autor do estudo, o professor Luigi Fontana, da Universidade de Washington, afirma que o principal objetivo da pesquisa era melhorar a qualidade de vida das pessoas e ajudá-las a desenvolver menos doenças relacionadas ao envelhecimento.
"O foco da pesquisa não é realmente estender o tempo de vida para 120 ou 130 anos," afirma ele. "Hoje, a expectativa média de vida nos países ocidentais é de cerca de 80 anos, mas há muitas pessoas que só são saudáveis até cerca de 50 anos de idade."
"Nós queremos utilizar as descobertas sobre a restrição calórica e outras intervenções genéticas ou farmacológicas para fechar essa lacuna de 30 anos entre a duração da vida e a vida saudável. No entanto, ao estendermos o tempo de vida saudável, a vida média também poderia aumentar até aos 100 anos de idade," acrescenta ele.

Estilo alimentar

A pesquisa é particularmente relevante dados os níveis crescentes de obesidade no mundo ocidental. Estar com sobrepeso ou ser obeso pode levar a muitas doenças graves, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes e certos tipos de câncer.
A obesidade infantil é um problema particularmente preocupante na medida que milhares de crianças crescem com uma dieta à base de alimentos industrializados que pode provocar problemas crônicos de saúde na vida adulta.
O professor Fontana acredita que as atuais tendências do estilo alimentar indicam que a diferença de 30 anos entre a duração da vida e a duração da saúde deverá aumentar ao invés de diminuir.
A expectativa de vida também poderá ser reduzida, conforme milhares de pessoas desenvolvem doenças alimentares, tais como a diabetes tipo 2, que são totalmente evitáveis.

Vida longa e saudável

Mas ele acredita que, se os pesquisadores em nutrição entenderem o quanto a restrição calórica pode prolongar a vida e tornar as pessoas mais saudáveis, e se forem desenvolvidos medicamentos que influenciem as vias moleculares afetadas pela restrição de calorias, no conjunto isso poderá ajudar a manter as pessoas saudáveis enquanto elas envelhecem.
O aconselhamento sobre dieta sempre foi baseado em dados epidemiológicos, mas as últimas pesquisas mostram que isso faz sentido também do ponto de vista molecular, ressalta o pesquisador.
"Agora passamos de epidemiologia à biologia molecular. Sabemos que certos nutrientes, assim como um menor consumo de calorias, podem influenciar o IGF-1 e outras vias. Em breve, esperamos ser capazes de usar esse conhecimento para ajudar as pessoas a viver vidas mais longas e saudáveis," conclui Fontana.

23 de jul de 2010

Treine seu cérebro

Exercícios para cérebros enferrujados

Não deixe de ler..

De aorcdo com uma peqsiusa

de uma uinrvesriddae ignlsea,

não ipomtra em qaul odrem as


Lteras de uma plravaa etãso,

a úncia csioa iprotmatne é que

a piremria e útmlia Lteras etejasm


no lgaur crteo. O rseto pdoe ser

uma bçguana ttaol, que vcoê

anida pdoe ler sem pobrlmea.

Itso é poqrue nós não lmeos


cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa

cmoo um tdoo.

Sohw de bloa.



Fixe seus olhos no texto abaixo e deixe que a sua mente leia corretamente o que está escrito.



35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5!

Consegues encontrar 2 letras B abaixo? Não desistas senão o teu desejo não se realizará...



RRRRRRRRRRRRRRRRRRR RRRRRRRRRRRRR

RRRRRRRRRRRBRRRRRRR RRRRRRRRRRRRR

RRRRRRRRRRRRRRRRRRR RRRRRRRRRRRRR

RRRRRRRRRRRRRRRRRRR RRRRRRRRRRRRR

RRRRRRRRRRBRRRRRRRR RRRRRRRRRRRRR

RRRRRRRRRRRRRRRRRRR RRRRRRRRRRRRR



Uma vez que encontrares os B



Encontra o 1



IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIII1IIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII

IIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIII



Uma vez o 1 encontrado.



Encontra o 6



9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999699999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999

9999999999999999999 999999999999999



Uma vez o 6 encontrado ......



Encontra o N (É díficil!)



MMMMMMMMMMMMM

MMMMMMMMMMMMM

MMMMMMMMMMMMM

MMMMMMMNMMMMM

MMMMMMMMMMMMM

MMMMMMMMMMMMM

MMMMMMMMMMMMM

MMMMMMMMMMMMM

MMMMMMMMMMMMM

MMMMMMMMMMMMM



Uma vez o N encontrado.. .



Encontra o Q..



OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOQOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO

OOOOOOOOOOOOOOOOOOO OOOOOOOO




>>>>>>

>>>>>>

>>>>>>>

>>>>>>>>

>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>

>>>>>>>>

>>>>>>>

>>>>>>>>

>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>>

>>>>>>>>>>>>

20 de jul de 2010

Como ser feliz em meio às dificuldades?

Quem já não se deparou em algum momento da vida com essa indagação que perpassa a alma? Momentos em que a dor que a tristeza traz consome o pensamento, a ponto de não existir solução alguma para a situação "aparentemente" sendo válida a expressão "cada um sabe onde o sapato aperta". O diferencial então recai na maneira como, mediante os confrontos da fragilidade humana diária, se lida com as circunstâncias adversas tirando delas uma fagulha de esperança.Ser feliz? A noção de felicidade quase sempre está sendo relacionada a status social, visto no sucesso, bens materiais, aquilo que pode advir da fama aos olhos desse século e que se desmorona no teor da primeira faísca de que algo não anda bem. Como em meio a turbulenta e tempestuosa onda de dor que assalta o coração, não apenas estar feliz mas ser feliz? Para alguns a transitoriedade dessas coisas efêmeras é tão intensa que enxergar uma saída é absolutamente impossível. Perdas, angústias, dores, aparecem como densa nuvem sombria que se finca na alma e que parece não ter fim. Só há uma luz, um único motivo que impera a existência humana e arranca de dentro do âmago humano o eco de esperança- Essa luz, esse motivo é um ser pessoal, que se importa com cada lágrima vertida, cada clamor feito, que faz toda uma diferença nas lutas e nos seus enfrentamentos - Jesus, o Deus Conosco-Emanuel, que torna o "estou" em "sou" feliz, que faz jorrar rios de água viva do interior, nada mais torna-se tão importante, pois ser feliz é tê-lo como único e suficiente Salvador, é tê-lo como piloto de nosso navio da vida, mesmo em meio as lutas. É Ele quem consolará o coração aflito até a consumação dos séculos ( Mt 28:20); Que demonstra que a ansiedade em tudo é vã (Mt 6:25-30) e o que vai trazer felicidade perene ao coração humano é buscá-lo em todos os caminhos (Mt 6:33) mesmo passando por diversas provações, pois Ele venceu o mundo (Jo 16:33) e há poder, misericórdia e graça em seu nome para uma vida feliz e plena em todos os seus aspectos.
Raquel Bezerra

3 de jul de 2010

Jesus, o médico dos médicos

Médico cirurgião : JESUS CRISTO



Graduação : Filho de DEUS

Médico auxiliar : O ESPÍRITO SANTO

Sua Experiência : Infalível

Seu consultório : Em todas como contraditório



Sua especialidade : O impossível

Seu Instrumento : O Poder



Seu favor: Graça

Seu manual: A Bíblia

Doenças cura que: Todas

PREÇO DO TRATAMENTO : Fé

Sua Garantia : Absoluta

Sala de cirurgia : O altar

Seu hospital: A Igreja

Sua dieta : Oração e jejum

SEUS Exercícios : Boas obras e frutos

Hr. de atendimento : 24 hs Por dia .

Cristãos Reformados sempre!!

DE DEUS E DA SANTÍSSIMA TRINDADE


I. Há um só Deus vivo e verdadeiro, o qual é infinito em seu ser e perfeições. Ele é um espírito puríssimo, invisível, sem corpo, membros ou paixões; é imutável, imenso, eterno, incompreensível, - onipotente, onisciente, santíssimo, completamente livre e absoluto, fazendo tudo para a sua própria glória e segundo o conselho da sua própria vontade, que é reta e imutável. É cheio de amor, é gracioso, misericordioso, longânimo, muito bondoso e verdadeiro remunerador dos que o buscam e, contudo, justíssimo e terrível em seus juizos, pois odeia todo o pecado; de modo algum terá por inocente o culpado.
Ref. Deut. 6:4; I Cor. 8:4, 6; I Tess. 1:9; Jer. 10:10; Jó 11:79; Jó 26:14; João 6:24; I Tim. 1:17; Deut. 4:15-16; Luc. 24:39; At. 14:11, 15; Tiago 1:17; I Reis 8:27; Sal. 92:2; Sal. 145:3; Gen. 17:1; Rom. 16:27; Isa. 6:3; Sal. 115:3; Exo3:14; Ef. 1:11; Prov. 16:4; Rom. 11:36; Apoc. 4:11; I João 4:8; Exo. 36:6-7; Heb. 11:6; Nee. 9:32-33; Sal. 5:5-6; Naum 1:2-3.

II. Deus tem em si mesmo, e de si mesmo, toda a vida, glória, bondade e bem-aventurança. Ele é todo suficiente em si e para si, pois não precisa das criaturas que trouxe à existência, não deriva delas glória alguma, mas somente manifesta a sua glória nelas, por elas, para elas e sobre elas. Ele é a única origem de todo o ser; dele, por ele e para ele são todas as coisas e sobre elas tem ele soberano domínio para fazer com elas, para elas e sobre elas tudo quanto quiser. Todas as coisas estão patentes e manifestas diante dele; o seu saber é infinito, infalível e independente da criatura, de sorte que para ele nada é contingente ou incerto. Ele é santíssimo em todos os seus conselhos, em todas as suas obras e em todos os seus preceitos. Da parte dos anjos e dos homens e de qualquer outra criatura lhe são devidos todo o culto, todo o serviço e obediência, que ele há por bem requerer deles.


Ref. João 5:26; At. 7:2; Sal. 119:68; I Tim. 6: 15; At - . 17:24-25; Rom. 11:36; Apoc. 4:11; Heb. 4:13; Rom. 11:33-34; At. 15:18; Prov. 15:3; Sal. 145-17; Apoc. 5: 12-14.

III. Na unidade da Divindade há três pessoas de uma mesma substância, poder e eternidade - Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo, O Pai não é de ninguém - não é nem gerado, nem procedente; o Filho é eternamente gerado do Pai; o Espírito Santo é eternamente procedente do Pai e do Filho.

Ref. Mat. 3:16-17; 28-19; II Cor. 13:14; João 1:14, 18 e 15:26; Gal. 4:6.

2 de jul de 2010

Você não pode ficar sem...


Literatura 


Evangélica









Efésios de João Calvino Download 








Os Atributos de Deus de A. W. Pink Baixar






Deus É Soberano de A. W. Pink Baixar






Heróis da Fé de Orlando Boyer Baixar





Eleitos de Deus R de C Sproul Baixar





Crer é também pensar de John Stott Baixar





Ele escolheu os cravos de Max Lucado Baixar





Pecadores nas mãos de 1 Deus irado de Jhonathan Edwards Baixar



Voando nas alturas de Hernandes D. Lopes  Download


Fé em Deus


Fernando Pessoa

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."

Nadia Santoli Antes do sol nascer