24 de mai de 2011

Buscando a maturidade cristã sempre! 1ª parte Raquel Bezerra


Buscando a maturidade cristã sempre! 1ª parte 
Raquel Bezerra

Texto básico: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição, mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”. Fp 3.12-14

Compreendendo a MATURIDADE CRISTÃ
                                                                                                                                             
O que vem a ser a maturidade cristã? Será que ela está vinculada a idade, intelecto, visão de mundo, crença, será que vem a ser uma maneira de viver de tal forma que revele segurança de espírito em todas as decisões tomadas ou simplesmente uma convicção de que em tudo se deve buscar a perfeição?

Então se formos analisar no cerne da palavra, a maturidade nos leva a pensarmos em algo “maduro”, pronto... e focalizando especificamente a maturidade cristã podemos evidenciar que a mesma é uma marca do trabalhar que o Espírito Santo faz na vida do eleito no processo de santificação.

Na ótica da maturidade cristã podemos esmiuçar diversos aspectos inerentes àquele que é maduro espiritualmente, pois o mesmo:

1-Busca pela Santidade

Partindo-se do exemplo do Apóstolo Paulo, homem que padeceu pelo evangelho, que levou consigo as marcas do evangelho de Cristo, nós necessitamos pensar em algo já muitas vezes esquecido no nosso contexto social – compromisso, e compromisso com Deus é algo muito sério, que não é simplesmente dizer que ama a Deus, mas mover inteiramente o coração a seguir os seus mandamentos, mesmo que isso custe abdicar de desejos e motivações pessoais na busca por ser maduro na fé e se empenhar por ter uma vida de perfeição com Deus, pois Ele é Santo e requer isso dos seus “Sede santos, porque eu sou Santo” (I Pe 1.16) e portanto é intrínseco ao seu caráter a santidade e devido a tal fato Ele abomina o pecado, mas agracia o pecador arrependido a uma comunhão plena com Ele através de seu Filho Jesus. Essa busca pela santidade como traço da maturidade tem como conseqüência:

1.1- Frutos dignos de justiça

Ele expõe como agia no que concerne a busca da maturidade cristã. Paulo tinha consciência que ainda não havia atingido o ponto máximo da maturidade espiritual, mas ele afirma que seguia (perseguia) firmemente rumo a ela. Sem olhar para trás ele se esforçava para alcançar o "prêmio do alto", pois este era o seu maior propósito. Sabia que lá estava o que tanto almejava, a perfeição espiritual, a plena maturidade cristã que tanto almejava, Efésios 4: 7-16  “Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo” (Ef 4.15). Deus quer que seus filhos adquiram maturidade. Desde o instante que uma pessoa aceita a Jesus como salvador de sua vida, torna-se necessário o amadurecimento espiritual. A expectativa mínima de Deus para cada um de nós é que nos tornemos adultos firmes, equilibrados e sensatos em todas as diversas circunstâncias da vida.
Paulo também exortou acerca do que não vem a ser considerado fruto de justiça dando como exemplo a falta de maturidade encontrada entre os coríntios em I Co 3 1-3, onde o mesmo adverte aos coríntios como a maneira de viver deles estava errada e não tinham solidez na fé.

1.2- Uma vida de Intimidade com Cristo

Sl 25.14- É para os que temem a Deus e se aproximam dEle crendo que Ele é soberano e reina em suas vidas de tal forma que nada acontece sem o crivo do Senhor (Rm 8:28).
Lí algum tempo atrás um excelente livro, um best-seller “Em seus passos que faria Jesus” que cativa corações e muda pensamentos ao redor do mundo na perspectiva de que tudo seria diferente – nossas ações, atitudes por obras, ou pensamentos seriam outras se tivéssemos o pensamento de que se Cristo estivesse em nosso lugar o que Ele faria...“Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos”. I Pedro 2:21
continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário