26 de mai de 2011

Buscando a maturidade cristã sempre! 4ª parte e conclusão Raquel Bezerra


Buscando a maturidade cristã sempre!
Raquel Bezerra


Texto básico: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição, mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”. Fp 3.12-14

Na ótica da maturidade cristã podemos esmiuçar diversos aspectos inerentes àquele que é maduro espiritualmente, pois o mesmo:

4. É cheio de esperança  Filipenses 3 12-21 (20,21)

São enfocados dois pontos importantíssimos desta esperança, os quais são:

4.1. Nossa cidadania (20) Paulo afirma que a cidadania do cristão está no céu; lá está a sua verdadeira pátria e é para lá que os seus olhos devem estar voltados. Eles deveriam considerar não somente as coisas terrenas, mas também, e principalmente, as divinas. E nosso Salvador Jesus Cristo irá voltar para buscar sua Igreja Santa e Gloriosa! Maranata ora vem, Senhor Jesus!

4.2. Nossa glorificação (21) Uma das maiores esperanças dos cristãos de todos os tempos é a glorificação deste corpo no arrebatamento da Igreja. Ter um corpo livre das marcas do pecado e de todas as implicações vindas dele. Sem sombra, de dúvida para um servo de Deus, não há dia mais esperado que este. Ele afirma que esta glorificação será feita por aquele que tem o poder de subordinar a Si todas as coisas. Não será uma transformação qualquer. Este novo corpo será semelhante ao do Senhor Jesus depois que Ele ressuscitou, um corpo totalmente livre do pecado.
Só o verdadeiro cristão tem esta certeza, pois sua esperança em Cristo não se limita a esta vida (cf. ICo 15:19), as coisas deste mundo. O seu olhar está voltado para os céus onde está a sua verdadeira e permanente morada. Apesar desta esperança estar no futuro, o cristão genuíno pode viver hoje com a certeza de que ela se realizará, pois o nosso Mestre nos provou isto ao ressuscitar dos mortos, vencendo a morte, e voltando para junto do Pai para nos levará. Amém!

Conclusão: Quando o homem entende qual é a boa e agradável vontade de Deus para seu crescimento espiritual, sua maturidade cristã, ele pode dizer como Paulo disse: “Combati o bom combate,completei a carreira,guardei a fé” II Tm 4.7-8.

Nenhum comentário:

Postar um comentário